PROGRAMAÇÃO

RITA BENNEDITTO - 18 ABR

18 de abril, às 21h

Plateia central e lateral: R$100,00 | Balcão: R$80,00

Classificação: 12 anos

Theatro NET São Paulo recebe no dia 18 de abril, quarta-feira, às 21 horas, a cantora Rita Benneditto no show Tecnomacumba – 15 anos de Festa e Fé. Sucesso de público e crítica, o espetáculo que celebra 15 anos reflete  a história recente do Brasil, reafirma sua identidade e dialoga com o cenário estético e político atual.

Em termos musicais, Tecnomacumba se caracteriza por fusões sutis ou expressas da MPB a sons eletrônicos, pontos e rezas das religiões afro-brasileiras. Com elas, Rita Benneditto busca mostrar que o alicerce da MPB e dos ritmos eletrônicos é a musicalidade ancestral dos tambores, dos terreiros de candomblé, centros de umbanda, batuques e xangôs espalhados pelo país.

Idealizado e produzido por Rita Benneditto e concebido, com todo o seu matiz africano, para uma temporada no Rio de Janeiro em 2003, Tecnomacumba ganhou vida própria por todo o país e no exterior. Deixou sua grande marca no cenário internacional em um megafestival na cidade de Dakar (Senegal, África), em programação que reuniu artistas de vários continentes. Agora, atravessando esse longo período de maturidade e resistência, retorna reafirmando a força do tempo em sua trajetória numa serie de shows a serem realizados durante todo ano de 2018.

Ao longo de sua existência, o projeto rendeu três nobres registros ao lado da excelente banda Cavaleiros de Aruanda, que acompanhou a intérprete em mais uma investida: ao todo foram dois CDs (um de estúdio e outro ao vivo) e um DVD. Faz parte também deste momento a ideia de relançar esses produtos em formato digital, vinil e ainda um EP inédito com cinco faixas remixadas.

Mantendo a mesma ambiência e proposta que conquistou o público, o show segue se renovando. Tanto no repertório, que se amplia com a inserção de músicas como De mina(Josias Sobrinho), Mamãe Oxum (domínio público) e Sete Marias (Rita Benneditto / Felipe Pinaud), como pela nova formação da banda Cavaleiros de Aruanda, que agora conta com Fred Ferreira (guitarras e vocais), Pedro Dantas (baixo e vocais) e Ronaldo Silva (bateria e vocais).

Ao longo dessa trajetória vencedora, muitos artistas aderiram à intervenção cultural de Rita Benneditto, participando do show. Entre eles, Maria Bethânia, Alcione, Ney Matogrosso, Beth Carvalho, Margareth Menezes, Daniela Mercury,  Sandra de Sá, Mart’nália, Zeca Baleiro, Chico César, Leci Brandão, Davi Morais, Otto, Nicolas Krassik, Totonho e os cabra, Marcos Suzano, Lanlan, Lucas Santana, Carlos Malta e Daúde.

Em seu texto de apresentação do DVD, Caetano Veloso ressaltou o papel do tempo no sucesso de Tecnomacumbae teceu sinceros elogios à voz e ao talento de Rita Benneditto. Para o compositor, “o que ressalta é a voz de Rita, sua segurança simpática (isso não é fácil nem frequente), seu timbre cheio, seus ornamentos chiques porque personalíssimos, sua nobreza maranhense. Esse disco tem um futuro intrigante e pode vir a dizer mais do que parece agora. Vamos ouvir e esperar”.

Tecnomacumba completa quinze anos de existência e de resistência, na medida que sua natureza insiste e estimula um olhar para a essência da cultura brasileira.  Tecnomacumba está vivo porque meu público quer... e eu também”, avisa Rita.