PROGRAMAÇÃO

KISSER CLAN - SING FOR REFUGEES - 19 DE JUNHO

20 de junho às 20h

A partir de R$ 25,00

Classificação: 12 anos

Em celebração ao Dia Mundial do Refugiado (20 de junho), a banda Kisser Clan, (formada por Andreas Kisser, guitarrista do Sepultura, Yohan Kisser, Gustavo Giglio e Amílcar Cristófaro), se apresenta no Theatro Net São Paulo, em São Paulo, no dia 19 de junho, 20h.

 

A banda abriu mão de seu cachê com o objetivo de arrecadar fundos para a manutenção dos projetos do Adus, Instituto de Reintegração do Refugiado, que ajuda centenas de pessoas por meio de inserção social, cultural e econômica.

 

No repertório, sucessos  como Ace of Spades,      Stay Clean, The zoo, War Pigs, The Trooper, Balls to the wall,         entre outros.                                                                             

 

Andreas Kisser, que já é parceiro do Adus, reforça a importância de abraçar os refugiados que chegam ao País. “Temos que falar sobre o tema constantemente e engajar mais e mais pessoas para a causa do refúgio”, destaca.

 

Crise humanitária

 

O mundo vive uma das piores crises humanitárias da história, desde a 2ª Guerra Mundial, com mais de 20 milhões de refugiados. O Brasil se tornou rota para muitas pessoas que saem de seus países de origem em busca de paz e sobrevivência. De acordo com o CONARE (Comitê Nacional para o Refugiados), ligado ao Ministério da Justiça, são mais de 28 mil solicitantes de refúgio hoje no Brasil, 9 mil já aprovados. Há sete anos, o Adus acolhe essas pessoas com a ajuda de voluntários, (mais de 100), que dão aulas de português, ajudam na busca por emprego e moradia, realizam treinamentos para que eles possam atuar como professores de outros idiomas, e outros projetos que os auxiliam na retomada da vida em um novo país.

 

Sobre o Instituto Adus

 

Fundado em 2010, o Adus, Instituto de Reintegração do Refugiado, já auxiliou mais de 5 mil pessoas em situação de refúgio a reconstruírem suas vidas no Brasil. O Instituto oferece aulas de português, cursos de qualificação profissional, inclusão no mercado de trabalho, entre outros projetos. Em 2016, a entidade criou uma escola de idiomas, o Mente Aberta, que oferece cursos de inglês, francês e espanhol, ministrados por professores refugiados, falantes nativos das línguas..

 

Para conhecer o Adus e colaborar com a causa do refúgio, acesse: www.adus.org.br